31 de dezembro de 2015

E lá se vem 2016

 
Em 2015:
- Tive minha SEGUNDA filha (se esse ano fosse apenas uma palavra ela seria "família");
- Publiquei meu SEGUNDO livro (na verdade uma história em quadrinhos, mas acho que conta);
- E não plantei uma árvore... Mas, pelo Sebrae, ajudei vários bovinocultores de leite a plantarem palmas no semiárido cearense que esperamos que sejam alimento neste ano que vem. E esse foi apenas um dos pontos altos do meu trabalho pela instituição este ano. Consolidei ainda meu trabalho na Faculdade Luciano Feijão. E ainda tenho ajuda a Lara no sonho do seu primeiro negócio.

E ainda:
- Fiz um podcast em formato storytelling com a ajuda da galera do Iradex e foi uma das experiências mais transformadoras da minha vida, que deve repercutir em tudo que eu fizer daqui em diante;
- Fechei um ciclo com os amigos da Sobre o Fim com o terceiro EP da banda;
- Fui indicado ao principal prêmio das histórias em quadrinhos no Brasil;
- Com a ajuda do Sebrae organizei um evento memorável onde aconteceu a primeira Artists' Alley do Ceará propriamente dita e que serviu de base para outras que aconteceram este ano.

Esse foi meu ano mais centrado, onde consegui realizar coisas que planejei.

Aconteceram coisas ruins? Claro que sim. Tive momentos muito difíceis, fiquei pra baixo mesmo em vários momentos. Mas já faz um tempo que eu foco nas coisas boas e me dou o direito de comemorá-las. Das coisas ruins eu faço como com a gasolina: processo e queimo pra que vire combustível e movimento.

Então aos meus amigos eu não desejo expectativas para um ano bom em 2016. Eu desejo que vocês tenham a clareza e a paciência para planejar o que querem e o foco e a disciplina para chegar lá. E se precisarem de mim é só chamar.

Ah, e se quiser ser um dos primeiros a saber das minhas novidades no ano que vem, coloquem seu e-mail aqui embaixo e clique em SUBSCRIBE:



0 comentários: