24 de setembro de 2009

Deixa ela entrar...


...na lista de filmes que você TEM que assistir nos próximos tempos! Estamos falando do terror sueco Deixa ela entrar. Não quero me estender muito nessa resenha, mas certamente não me empolgava tanto com um filme de vampiros desde Entrevista com o vampiro.
 O diretor Tomas Alfredson entra para minha lista de caras que merecem ser vigiados de perto. Vale destacar que antes de ser um "filme de vampiro", Deixa ela entrar é um puta filme de arte, com scopes lindíssimos e várias escolhas felizes de planos. A história do adolescente Oskar e os problemas comuns de alguém de sua idade é brilhantemente mesclada ao repentino relacionamento que surge entre ele e a jovem vampira Eli. É de deixar qualquer fã de Crepúsculo com as calças molhadas. O filme estréia nos cinemas brasileiros em 2 de outubro e tem um remake holliwodiano a caminho, com direção de Matt Reeves (Cloverfield: Monstro) e presença de Phillip Seymour Hoffman.

"Uh, é Legião!"

Um dos caras que mais influencia todos os meus trabalhos (seja escrevendo ou compondo) se chama Renato Russo. Quando eu era mais novo (como é esquisito falar isso), sua banda, a Legião Urbana, parecia responder a todas as minhas perguntas e anseios. Ou pelo menos mostrar que eu não era sozinho no turbulento processo chamado "adolescência". Eu não curti a Legião como meus primos mais velhos que me apresentaram a ela. Comecei a escutar suas músicas no mesmo ano em que o Renato faleceu. Mesmo assim segui apreciando o trabalho da banda enquanto aprendia a cantar e tocar violão. Seria impossível que hoje, mesmo tocando metal e hardcore, aquelas músicas não influenciassem meu jeito de fazer rock. No próximo ano Renato faria 50 anos, e, em comemoração, os membros remanescentes da banda fizeram uma apresentação "surpresa" no festival Porão do Rock, no último dia 20. Fiquei feliz de saber que muitos jovens mais novos do que eu ainda cantam as músicas deles. Segue então intacto o legado de Renato Russo. Afinal, não foi tempo perdido. Urbana Legio Omnia vincit!

1 comentários:

Lara disse...

um filme lindo! :D