4 de dezembro de 2008

Supercalifragilisticoespialidoso...

Quadrinhando!

Ver textos meus sendo desenhados é sempre uma alegria. E meus parceiros estão mandando bem. Olha o que vem por aí...

Uno Volume 1, texto meu com desenhos de Camila Nágila.

Uno Volume 2, texto meu com desenhos de Demétrio Braga.


NovaHope, texto meu com desenhos de Eliezer Magno.

Quase tudo deve sair em breve no zine do Grupo Gattai. Fique ligado!


Mudando de assunto...

A Globo é mesmo uma "telinha" de surpresas. Eu sou um daqueles caras que fala MUITO mal dela (e quem não é?). Depois do documentário Muito Além do Cidadão Kane qualquer um fica revoltado. Mas é o canal mais profissional da TV brasileira, sem dúvida. O que não a impede de "se passar" em alguns momentos. Há uns meses assisti um trecho de uma das novelas globais atuais, Negócio da China. Acompanhei uma das cenas de luta mais chinfrim da minha vida com o global Thiago Fragoso, dessas de deixar Jean-Claude Van Damme corado. Mas hoje liguei a TV no horário do "teledrama" e pude ver sua abertura. E não é que é bem decente? É diferente das velhas criações do eterno e calejado Hans Donner.

(Ignore Ney Matogrosso ao fundo)


Fim desse comentário (pronto, agora podemos voltar a falar mal da Globo).


Mudando de novo...

Assisti nesses dias à nova série animada do Batman, Batman: The Brave and The Bold. É muito diferente de tudo que você já viu do morcegão. Depois da abordagem de Bruce Timm e Paul Dini nos desenhos da década de 1990, é esquisito ver a abertura do novo desenho recorrendo ao Batman de Adam West. Mas é bem divertido (como esse Batman sessentista era). Uma boa opção para apresentar o Batman para seu sobrinho mais novo. No primeiro episódio fica o destaque para a primeira sequência, antes dos créditos, com o Arqueiro Verde (em trajes remetendo a Era de Ouro). Bom diálogo numa ação para lá de nostálgica, a velha escapada da armadilha mortal do vilão. Mas depois disso o negócio desanda, na hora que percebemos que o parceiro de Batman nesse episódio será o Besouro Azul. E aí é só para a criançada: Batman e o Besouro saem da porta da casa deste último direto para o espaço sideral, com Batman com apenas uma singela máscara no rosto em pleno vácuo. Não, eu não estou reclamando! Acho que a imagem de Batman fodão enche o saco às vezes, então um produto assim meio que precisa sair de vez em quando. No mais a animação é bem decente. Mas vou parando pelo primeiro capítulo mesmo...



Post-Scriptum: você conhece Carnivàle?
Post-Scriptum 2: e o Colligere acabou. Pena.

0 comentários: